Por Eduardo Rodrigues, estadao.com.br, Atualizado: 4/2/2011 0:40

Com o real valorizado pressionando os preos dos produtos fabricados no Brasil, a concorrncia com mercadorias chinesas mais baratas levou 67% das indstrias brasileiras que competem com empresas chinesas a perderem clientes no mercado internacional. Pior do que isso, 4% dessas companhias deixaram de exportar suas mercadorias, desistindo de enfrentar a concorrncia.

O mapa detalhado de quanto a concorrncia chinesa afeta as empresas brasileiras apareceu na Sondagem Especial divulgada ontem pela Confederao Nacional da Indstria (CNI). A CNI entrevistou 1.529 empresrios em outubro do ano passado. Em pesquisa anterior, de 2006, o porcentual de companhias que haviam perdido espao no mercado internacional para os chineses era bem menor, de 54%.

De acordo com a sondagem mais recente, 52% das indstrias exportadoras brasileiras concorrem com fbricas chinesas em outros mercados. Os dados apontam que a competio mais intensa em seis setores industriais, nos quais pelo menos metade das empresas afirmou que concorrem com similares chineses. o caso dos setores de material eletrnico de comunicao, txteis, equipamentos hospitalares e de preciso, calados, mquinas e equipamentos, alm do setor que a CNI classifica como indstrias diversas.

Pequenas empresas. A pesquisa mostra tambm os efeitos da concorrncia chinesa no mercado interno brasileiro: 45% das empresas que competem com a China perderam espao para os concorrentes. O efeito maior entre as pequenas empresas, das quais 48% revelaram ter perdido participao nas vendas no Pas, por causa da enxurrada de importaes de produtos chineses.

No entanto, 21% das companhias consultadas registram importao de matrias-primas da China, o que revela, segundo a CNI, um aumento da presena chinesa nas vrias etapas da cadeia de produo brasileira.

Para o gerente executivo de Poltica Econmica da CNI, Flvio Castelo Branco, como o yuan tem sua cotao atrelada ao dlar, a valorizao do real em relao moeda americana tem sido o fator mais determinante para que produtos brasileiros percam mercado para os chineses tanto no mercado internacional quanto no domstico.

Segundo ele, o aumento da concorrncia nos ltimos anos est diretamente ligado ao preo dos produtos chineses. O economista lembrou que os custos de produo na China so bem menores do que os brasileiros por diversos motivos, entre eles menores salrios.

Apesar dos fatores estruturais que do vantagem China no comrcio internacional, a concorrncia com os chineses aumentou a partir do momento em que o cmbio brasileiro acelerou sua valorizao. As dimenses estruturais pouco mudaram nos ltimos anos, a grande alterao est na valorizao do nosso cmbio, disse Castelo Branco.