Noticias

Eólica: Bahia acelera investimentos

Da Agência Ambiente Energia - A espanhola Gamesa inaugura, em maio deste ano, a primeira fábrica de aerogeradores da Bahia, com investimentos de R$ 50 milhões, no Polo Industrial de Camaçari. Inicialmente, a unidade trabalhar com nível de nacionalização de 40%, passando para 60% a partir de 2013. O estado vive uma espécie de “boom” da energia eólica, com a instalação de 34 parques eólicos nos próximos anos, frutos dos últimos leilões realizados pelo governo federal, que somam investimentos estimados em R$ 4 bilhões. A Alstom também já anunciou a construção de uma fábrica de geradores no estado, também com investimentos de R$ 50 milhões.

“A Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração da Bahia (SICM) está acompanhando com muita atenção todos os empreendimentos de energia eólica. A Gamesa é fruto dos 34 projetos de parque eólicos que serão aqui implantados. O nosso desafio agora é atrair outras empresas da cadeia produtiva, contribuindo para o surgimento de um pólo industrial da energia eólica na Bahia”, diz o secretário James Correia.

Segundo a Agência de Comunicação da Bahia, 80% da produção de aerogeradores da Gamesa serão destinada ao mercado interno e 20% para o exterior, com vendas de equipamentos para a Argentina, Chile e Uruguai. “A implantação do projeto no Brasil tem uma importância estratégica, pois servirá de base para o abastecimento da América Latina”, explica o diretor da empresa, Álvaro Carrascosa, que já prevê uma futura expansão:

“Se os bons ventos soprarem a favor da Gamesa na Bahia, acredito que, no início de 2013, a empresa já comece uma ampliação”. Antes mesmo de inaugurar a sua fábrica baiana, a Gamesa já tem algumas encomendas. A primeira delas deve ser entregue até dezembro de 2011: são 21 equipamentos (42 MW) para o Parque Dunas do Paracuru, no Ceará. Para este ano, o faturamento previsto é de cerca de R$ 100 milhões.

Quando for iniciada a fase de operação, os parques eólicos baianos irão acrescentar 997,4 megawatts (MW) à rede elétrica. Localizados na região Sudoeste, Central e no Vale do São Francisco, a previsão é de que 18 parques estejam em pleno funcionamento em setembro de 2012.